117905726_1021417214996387_2587313563097

São Félix a “Cidade Presépio”, fascinante pela sua história!

São Félix, era primitivamente, uma aldeia de Índios Tupinambás. Pelo seu desenvolvimento industrial e comercial, foi elevada à categoria de cidade, em 1890. Ao longo só século XIX, a cidade atingiu o auge do desenvolvimento econômico, a partir da produção e industrialização de fumo. Instalaram-se em São Félix as fábricas de charutos Suerdieck, Dannemann, Costa Ferreira & Pena, Stender & Cia., Pedro Barreto, entre outras.

O tombamento do conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de São Félix, pelo IPHAN, ocorreu em 2010. A cidade - localizada no Recôncavo Baiano e banhada pelo rio Paraguaçu - ainda preserva uma relação compatível entre a ocupação urbana e a geografia da região, e mantém uma interação histórica, urbanística e paisagística com Cachoeira, situada na outra margem do rio. As duas cidades estão ligadas por uma ponte de ferro construída por ingleses e inaugurada por D. Pedro II, em 1859.

Além do traçado urbano original se conservar praticamente intacto, pode ser identificada uma variedade de edificações destinadas aos mais diversos usos (residenciais, religiosos, administrativos, industriais e de serviços) constituídos por casas térreas, sobrados, vilas operárias, igrejas, mercado, fábricas, armazéns, trapiches, entre outros. O traçado inclui o leito da ferrovia até a antiga estação ferroviária, a Ponte Dom Pedro II e a orla do rio. A arquitetura segue o estilo colonial, com prédios datados dos séculos XVII, XVIII e XIX.

Chamada “Cidade Industrial” por ter sido a maior exportadora de charutos da República e, em função de tal avanço, foi beneficiada com a inauguração da antiga Estrada de Ferro Central da Bahia, em 1881. Também é conhecida por ter se destacado durante as lutas e mobilização social para a Independência da Bahia.

 

São Félix Rock Festival 
Idealizado pelo produtor cultural Marcos Moura, promovido pela Rock and Blues e com o apoio da Calumbi Produções e da Prefeitura de São Félix o “São Félix Rock Festival” acontece no mês de abril na orla do Porto da cidade de São Félix, em plena harmonia com a natureza. O evento é aberto ao público e visa agregar músicos amantes do estilo e gente de todas as regiões circunvizinhas. Além da realização de shows das bandas de Rock n' Roll, o evento busca promover a conscientização ecológica com ênfase na preservação do rio.
2 de julho – Desfile em comemoração à Independência da Bahia
No dia em que se é comemorado a Independência do Brasil na Bahia, São Félix, se mantém a tradição da realização da Sessão Solene e também do desfile cívico que toma conta das ruas da cidade em homenagem aos heróis da independência e a participação popular que foram fundamentais para a conquista da liberdade da Bahia e do país.

Encontro de Carros Antigos 

Grande evento, com exposição de carros antigo que movimenta a cidade de São Félix. Além da exposição dos carros, ocorre também apresentação de atrações musicais nos dois dias do evento.

Festival Origens 

Palco de uma história centenária, o Recôncavo da Bahia é também berço do plantio de tabaco no Brasil. Nesse solo rico em cultura e em características físicas, que torna o Charuto Baiano diferente dos demais em qualidade, é celebrado o Festival Origens.

O festival também reúne outros produtos, tipicamente de origem baiana, que harmonizam com o charuto: chocolate, café e cachaça; juntos, são conhecidos como os 4 C da Bahia. O principal combustível do encontro é valorizar a história e produção desses símbolos locais.

Mostra de Cinema Negro de São Félix

Realizada dentro da programação das comemorações ao 20 de novembro do município, a Mostra de Cinema Negro de São Félix, conta com exibição de filmes em praça pública e em espaços da cidades como escolas, bairros e centros culturais, além de contar com shows musicais, masterclass e oficinas.

Festa de Santa Bárbara

A festa é constituída por diversos eventos entre eles: A Missa realizada em homenagem à Santa Bárbara na igreja católica homônima, localizada na própria Ladeira dos Milagres; A procissão em louvor à Santa Bárbara que percorre diversas ruas do município; O tradicional Tríduo de louvor à Santa Bárbara - três dias com programação de celebração religiosa voltada à orações e homilias cristãs; O oferecimento de um tradicional caruru; Bando anunciador acompanhado de diversos que percorrem as principais ruas da cidade e a tradicional Lavagem de Santa Bárbara.